O que é Lixo

Lixo, ou resíduo, é qualquer material sem utilidade para quem o detém. O termo lixo aplica-se geralmente para materiais no estado sólido.

Lixo Orgânico


Restos de comida, folhas de árvore e outros materiais que entram em processo de decomposição facilmente. Podem ser transformados em adubo.

Importante: papel higiênico, guardanapos e fraldas descartáveis vão sempre no lixo orgânico. Confira aqui.

Resíduo Seletivo


São resíduos que não possuem origem biológica ou que foram produzidos pelo ser humano. São plásticos, metais, vidros e papéis. A maior parte desses resíduos é reciclável, mas há exceções. Confira aqui.

Lixo Hospitalar


É o lixo produzido por hospitais, postos de saúde, farmácias ou proveniente de residências, como seringas e agulhas utilizadas para aplicação injeção. As seringas e agulhas usadas, bem como medicamentos vencidos e em desuso, devem ser devolvidas nos postos de saúde do município.

Pneus


Os fabricantes são responsáveis pela destinação final dos pneus. Por isso, na hora de trocar os pneus, o correto é deixá-los no local de compra ou no ponto de troca. Leia mais aqui.

Lâmpadas fluorescentes


Também devem ser devolvidas às lojas onde foram compradas. Por conter material tóxico, as lâmpadas não devem ser quebradas, nem descartadas no lixo orgânico ou no seletivo. Leia mais aqui.

Pilhas


A partir de uma alteração na legislação, ocorrida em 2010, as pilhas devem ser devolvidas ao fabricante ou à loja em que foi realizada a compra.

Baterias de equipamentos eletrônicos


O correto é devolver as baterias nas lojas que vendem os aparelhos, pois é de responsabilidade dos estabelecimentos comerciais receber esse tipo de material. O mesmo deve ser feito com as baterias veiculares.

Óleo de Cozinha


Não descarte o óleo de cozinha usado na pia, vasos sanitários ou na rede de esgoto. O correto é colocá-lo em embalagens PET (refrigerante ou água), fechar bem e dispor o material para coleta seletiva. Esse óleo vai para as associações de reciclagem e será reutilizado pela indústria, que o transformará em biocombustível ou material de limpeza. Leia mais aqui.

Móveis, fogões, geladeiras, TVs


Estes objetos devem ser entregues no Ecoponto, que está localizado na sede da CODECA e tem como objetivo receber e dar o destino ambientalmente correto aos objetos usados como sofás, armários, cadeiras, camas, colchões, eletroeletrônicos, eletrodomésticos, equipamentos de informática, som e telefonia usados que, muitas vezes, são abandonados nas ruas, calçadas e terrenos baldios da cidade. O sistema se baseia na entrega voluntária, ou seja, as pessoas devem levar os objetos até o Ecoponto. Neste local a comunidade tem a oportunidade de descartar corretamente os resíduos gerados e os objetos que estiverem em condições de uso ou com possibilidade de recuperação poderão ser retirados por aqueles que tiverem a necessidade. Leia mais aqui.

Vestuário


Roupas e sapatos, quando ainda tiverem condições de uso, devem ser doados para entidades assistenciais. Se não puderem ser reaproveitados por outras pessoas, devem ser destinados para a coleta orgânica.

Entulhos de obras

Entulhos e restos de materiais de obras da construção civil, devem ser descartados junto às empresas especializadas, que recolhem e fazem a triagem, reaproveitando os resíduos ou destinando para um local ambientalmente correto. A CODECA não recolhe esse tipo de resíduos, por isso o material não deve ser disposto em contêineres ou lixeiras. O mesmo vale para galhos de árvores.

Animais mortos

A CODECA faz o recolhimento de animais mortos encontrados em vias públicas. Nesses casos, comunique pelo CAC (telefone 3224.8000).

Lixão


São depósitos de lixo a céu aberto, sem nenhum tipo de tratamento. Podem ser de dois tipos: oficiais (de conhecimento do Poder Público) ou clandestinos. A contaminação do solo e subsolo, poluição do ar, da água e dos lençóis freáticos, são as consequências geradas pelos lixões, destruindo inclusive a vegetação nas proximidades CAXIAS DO SUL TEM ATERRO SANITÁRIO E NÃO TEM LIXÃO OFICIAL.

Aterro Sanitário


É um depósito que, antes de receber o lixo orgânico, é preparado para evitar a contaminação do meio ambiente. Em Caxias do Sul, o Aterro Sanitário São Giácomo (já desativado) foi estruturado com modernas tecnologias para evitar que o chorume e o gás metano poluam o solo, a água e o ar. A partir de 2010, os rejeitos e o lixo orgânico gerados no munícipio passou a ser depositado na Central de Tratamento de Resíduos (CTR) Rincão das Flores, no Distrito de Vela Seca. Trata-se de um moderno aterro, que segue todas as normas ambientais e prevê inclusive produção de energias alternativas a partir dos gases gerados pelo lixo. Leia mais aqui



logo da prefeitura