Associações de Reciclagem

        

Os resíduos seletivos recolhidos pela CODECA são entregues às Associações de Recicladores conveniadas com o município de Caxias do Sul, por determinação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) e estão localizadas em vários bairros da cidade. São elas que realizam a triagem dos resíduos seletivos, como: metal, papel, vidro e plástico, depois este material é separado, classificado e pesado para ser vendido à indústria, que reaproveitam os resíduos como matéria-prima para a fabricação de novos produtos. A reciclagem é o elo entre o consumidor e a indústria.

O processo que resultou na criação de cooperativas de reciclagens começou em 1997. Com uma estrutura montada na CODECA, um grupo realizava a separação do material coletado no município. Anos depois, esse trabalho passou a ser feito por associações conveniadas à Prefeitura de Caxias do Sul. Foram criadas várias associações de recicladores, que recebem apoio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA) e da Fundação de Assistência Social (FAS).

No Município, a coleta seletiva passa em 100% do território caxiense, porta a porta. Atualmente, Caxias do Sul conta com 13 associações, sendo que 04 possuem convênio vigente, 03 em processo de renovação e 06 atuam como incubadora pelo Programa Catador Legal. São elas: Arca (bairro Esplanada), Novo Amanhã (bairro Cidade Nova Industrial), Vida Nova (Centenário II), Clean Reolon (bairro Reolon), Serrano (bairro Serrano), Interbairros (bairro Vila Maestra), União dos Catadores do Reolon (bairro Reolon), Monte Carmelo (bairro Jardim Teresópolis), Girassol (Loteamento Jardim dos Alpes Verdes), Associação Centenário (Centenário I), Associação Santa Rita (bairro São Victor Cohab), Grupo de Catadores do 1º de Maio (bairro 1º de Maio) e Associação Belo Horizonte (bairro São Ciro II -Rota do Sol). As Associações de Recicladores contam com cerca de 360 associados que beneficiam indiretamente 1.200 pessoas e a distribuição da renda varia de uma cooperativa para outra, e todos os valores arrecadados mensalmente, dependem do volume de negócios realizados e ficam com as próprias associações e seus associados.

A separação correta dos resíduos recicláveis é fundamental, pois muitas famílias dependem desse material para sobreviver, sendo fonte de riqueza e sustento. Separar adequadamente os resíduos é uma prática de responsabilidade social que fomenta na construção e no fortalecimento de vínculos de negócios sustentáveis entre as empresas, consumidores e fornecedores dos resíduos recicláveis. É através desse comércio mais justo e ambientalmente mais adequado que ocorre a geração de emprego, renda e inclusão social, permitindo ampliar a qualidade de vida da população.


logo da prefeitura